domingo, 31 de outubro de 2010

Terceiro Aniversário do Blog



Há três anos atrás coloquei o primeiro post do meu blog.

Hoje continuo a fazê-lo, e cada dia com mais orgulho deste blog que reflecte quem sou.

Obrigado por me acompanharem!

Massinha Pevide envolvida em Molho de Carne



Tal como referi no post anterior, reservei um pouco do molho da carne, para enriquecer as massinhas.
Pode aproveitar-se qualquer tipo de molho que se queira, e apenas é necessário uma quantidade pequena, duas a três colheres de sopa chegam perfeitamente.
O molho dá um sabor especial à massa, transformando-a e tornando-a ainda mais saborosa.
Uma boa sugestão para quem aprecia massas, mas que gosta de variar a sua confecção.

Ingredientes:
| Massinha Pevide
| 1 dente de Alho
| 1 Caldo de Tempero de Alho e Coentros
| Azeite

| Molho da Carne para envolver

Preparação:
No copo da Bimby coloca-se um litro de água e tempera-se com um dente de alho, um caldo de tempero de alho e coentros e um fio de azeite.



Programa-se 10 min., temp. 100º, vel. 1.
Junta-se a massinha pevide, dentro do cesto da Bimby, e coloca-se tudo dentro do copo.
Programa-se 8 min., temp. 100º, vel. 4.

Na actifry, ou numa frigideira, coloca-se um pouco de molho da carne.
Adiciona-se a massa cozida e bem escorrida, envolve-se bem até tomar gosto e serve-se.
Eu fiz na actifry, juntei a massa ao molho que já lá tinha e envolvi durante 2 minutos.





sábado, 30 de outubro de 2010

Bifinhos de Vitela com Sementes de Mostarda e Molho Carbonara





Tinha um molho carbonara da Parmalat que queria experimentar.
Quando abri a embalagem e o provei achei um pouco enjoativo demais, então optei por utilizar apenas metade da quantidade numa receita de esparguete à carbonara.
Para aproveitar o restante molho adicionei a uns bifinhos de vitela, que fiz na actifry.

Ficou bom misturado com o molho da carne, mas de qualquer forma este género de molhos já feitos não me seduzem usados simples, tenho sempre que os misturar com outros temperos.

Ingredientes:
| Bifinhos de Vitela
| Alho
| Louro
| Cerveja

| Sementes de Mostarda
| Mistura de Especiarias
| Tempero para Carnes (oferta da Andreia)
| 1 Caldo de Tempero para Bifes
| Azeite Clássico Espiga

| Molho Carbonara

Preparação:
Cortam-se os bifinhos em pedaços pequenos e temperam-se com alho, louro e cerveja.
Deixa-se marinar umas horas, ou de um dia para o outro.



Escorre-se e colocam-se na actifry, temperando com sementes de mostarda, mistura de especiarias, um caldo de tempero para bifes, tempero de carne (oferta que a Andreia me enviou) e regando com azeite clássico Espiga.







Programa-se 15 minutos.
No final adiciona-se um pouco do molho carbonara e programa-se 1 minuto para envolver.



Serve-se de seguida.



Reservei um pouco do molho para dar mais sabor ao acompanhamento: massinha pevide cozida, cuja receita irá aparecer de seguida.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Vaporetto Leco-Aspira Intelligent Polti

Mais uma reportagem para responder a questões que me têem chegado por mail relativas a esta máquina.

Para limpar os polibans, onde certas zonas são muito difíceis de se chegar com uma escova ou um pano, eu utilizo o leco-aspira.
No programa 4, que é para sujidade difícil, e em que é projectado o vapor ao máximo, e com o bico com a mini-escova de nylon colocada, para que se possa esfregar, deitar vapor e depois aspirar.

Na base do poliban existe uma borracha vedante, para impedir que a água saia quando estamos a tomar banho, entre a borracha e a extremidade existe um orifício onde se acumula sujidade e que assim facilmente se limpa. Faço isto uma vez por mês.
Nas fotos dá para se perceber o que se acumula e que não é visível, depois de o vapor empurrar o lixo vejam só a porcaria que sai!











O jacto do vapor empurra a sujidade, com a escovinha retira-se o que está mais entranhado e no final basta aspirar para retirar a sujidade.

Com este mesmo acessório, que é um dos que mais utilizo, facilmente se limpa e aspira as calhas das janelas:




A Turbo-Escova, que é fantástica para aspirar as carpetes, principalmente as com mais pêlo.
Tem um turbo que, ao ser selecionado, mexe e remexe com o pêlo, retirando toda a sujidade.
Eu costumo aspirar com esta escova, e depois utilizar a escova de cerdas para limpar com vapor.
As carpetes, ou tapetes, devem estar bem aspirados antes de serem limpos com vapor, pois o vaporetto primeiro lança vapor, e só depois aspira a humidade, logo antes disso deve aspirar-se bem com a turvo-escova.







De mês a mês também costumo limpar o filtro HEPA, basta retirar do leco-aspira e passar por água corrente.



Convém deixar secar completamente antes de o colocar novamente no aspirador.

Estes são os produtos que utilizo no depósito de recolha de sujidade:



Conforme a descrição do site da Polti:

Bioecológica é uma solução anti-espumante natural que impede a formação de espuma no interior do filtro de água Lecologico, Aspirovapor Vaporetto Lecoaspira e, assim, garantir o funcionamento do dispositivo.
Diluídos dentro do tanque de recolha de sujidade, Bioecológica também atua como o aspirador em funcionamento, deixando um aroma agradável no ar, graças à sua composição contendo Tea Tree e outras substâncias naturais evita o mau odores no interior do tanque de recolha de sujidade. Deixando o ambiente da casa agradável.

Oferta da Raquel



A Raquel, doblog O Meu Report Culinário, foi uma simpática e enviou-me estas sementes de Hostelã-Pimenta/Menta, que certamente vão perfumar muito as minhas receitas!!!!

Obrigado, foste muito querida!
Ainda hoje as vou semear!
Beijo muito bom.

O Primeiro Dentinho a Cair



Ontem caiu o primeiro dentinho à Alexandra.
Ficou toda contente pois já abanava à algum tempo, aliás tem outro já a nascer atrás.

Teve direito, tal como o irmão, a colocar o dente numa caixinha de prata, onde serão guardados todos os dentinhos de leite.







A caixa do Pedro Octávio já está bem composta, pois já lhe cairam muitos dentes:



O ritual que temos cá em casa é o de guardar a caixa com o dentinho que caiu debaixo da almofada.
Nessa noite vem a Fada do Dentinho buscar a caixinha e coloca-a novamente no móvel, fechada à chave.
No seu lugar, debaixo da almofada, deixa um presente, para a Alexandra foi uma boneca da colecção «I Love Minnie».





Claro que só acreditam nisto na primeira vez!!!!!
Depois já sabem quem é a Fada Madrinha!

Doce de Abóbora com Perfume de Baunilha





Congelei a abóbora que trouxe da minha Avó, no intuito de preparar um doce de abóbora para o Dia de Todos-os-Santos, ou Dia do Bolinho como aqui é conhecido, 1 de Novembro.
É um feriado em que juntamos sempre a família, como já mostrei aqui ou aqui.
Este ano, com o fim-de-semana prolongado, teremos mais tempo para nos dedicarmos à família, às tradições, à culinária!

O doce de abóbora já está feito, muito mais irá por aqui aparecer durante a próxima semana!

O doce foi feito tradicionalmente, na panela de pressão, pois precisei de uma quantidade maior que não caberia no copo da Bimby de uma vez só.
Fica então o modo de como o fiz, utilizei açúcar gelificante, do Flôr de Tavira, baunilha bourbon, também de lá, e enriqueci com nozes.
Aproveitei umas maçãs já enrugadas e juntei também ao doce.

Ingredientes:
| 1,200 kg. de Abóbora (pesei a abóbora congelada)
| 2 Maçãs

| 500 gr. de Açúcar Gelificante
| 1 Vagem de Baunilha Bourbon
| Miolo de Noz

Preparação:
Pesei a abóbora congelada e coloquei os pedaços na panela de pressão.
Juntei também duas maçãs.



Deixa-se cozer durante 15 minutos, ou o tempo necessário para a desfazer.
Não adicionei nada mais, ao cozer a abóbora irá largar a água necessária para a consistência do doce.
Para verificar se está bem cozida basta mexer com uma colher, certamente a abóbora e a maçã irão desfazer-se com muita facilidade.
Junta-se o açúcar gelificante e a vagem de baunilha bourbon, previamente aberta ao meio no sentido longitudinal e raspa-se o interior com uma faca.





Deixa-se ferver durante três minutos.



Adiciona-se o miolo de noz, envolve-se e deixa-se arrefecer.



Transfere-se o doce para frascos e mantém-se hermeticamente fechado.



quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Oferta da Vânia



A minha querida Vânia ofereceu-me estas chávenas, de estilo vintage, que são um mimo!

Obrigado, beijinho muito bom!



Rain Boots com Salto



Tal como prometi aqui ficam as Rain Boots da minha cunhada Teresa.
São, tal como as da minha cunhada Tânia, da La Redoute. Estas têem salto e um fecho lateral.
São mesmo muito confortáveis e ficam giríssimas.

Bacalhau Dourado no Forno com Batatinhas Perfumado com Salsa







Ingredientes:
| 4 Postas de Bacalhau Demolhado
| 3 dl. de Leite
| 4 dentes de Alho
| 1 Folha de Louro
| Batatinhas para Assar
| 2 Cebolas Pequenas
| Oregãos ou Tomilho
| 1 Caldo de Tempero
| Salsa

Preparação:
Coloque o bacalhau de molho no leite, juntamente com os dentes de alho esmagados e a folha de louro.
Deixe repousar durante duas horas.
Descasque as cebolas, corte-as em quartos e disponha-as no fundo de um tabuleiro.
Sobreponha as postas de bacalhau escorridas do leite.
À volta coloca-se as batatinhas para assar.
Tempera-se com orégãos ou tomilho e um caldo de tempero para bacalhau.
Regue tudo generosamente com azeite fervido com uns dentes de alho e uma folha de louro.
Leve a forno pré-aquecido a 180º durante 20 minutos, ou até estar dourado a gosto.
No final polvilha-se com salsa picada.



Serve-se com feijão verde e cenouras cozidas.