segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Língua de Vaca Estufada com Puré de Batata e Cenoura

Pin It

Este ano de 2010 foi passado em família, num ambiente acolhedor e longe das confusões de restaurantes e festas.
O mais importante esteve sempre a acompanhar-nos: o facto de estarmos unidos, os quatro, e principalmente com saúde.
Quando se refere que a saúde é o mais importante, e vulgarmente se tem esse desejo no início de um Novo Ano, algumas pessoas acham banalismo, acham que só os mais velhos é que falam assim e tudo, e tudo, e tudo.....
Mas quando se vêem doentes, sem forças e com o futuro incerto começam a pensar de outra maneira e percebem que, afinal, sem saúde tudo muda.
A alegria, os desejos, os sonhos... tudo depende da nossa saúde e da saúde de quem nos rodeia.

O meu desejo neste início do ano é, como tal, que todos os que me visitam tenham muita SAÚDE!
Para que possam continuar a visitar-me aqui no blog, para que continuem a deixar-me comentários, para que experimentem as receitas que aqui deixo, e até mesmo para aqueles que só cá vêem para depois criticar!
O que eu quero é que venham!

E depois deste modo tão sui generis de vos desejar um Bom Ano Novo vou mostrar, finalmente, a última refeição que fizémos em 2009.

A escolha foi do meu marido, que andava com desejos de Língua de Vaca Estufada!
Estranha refeição, certamente alguns irão pensar.

É um prato que ele gosta muito, e que raramente faço pois é trabalhoso e demorado.
Mas como tive o último dia do ano disponível dediquei-me então à língua... da vaca, claro!

Além disso este ano o meu "Menino Jesus", que chega sempre até mim pelas mãos do meu marido, foi extremamente generoso! Mereceu, e muito, esta pequena recompensa.

AMO-TE!

Terminadas as lamechices, vamos à receita!

Arranjei três línguas ao mesmo tempo.
O que acho mais chato de fazer é escaldar as línguas para tirar a pele.
É demorado e não gosto nada, mas tem de ser feito....
Coloco-as dentro de água a ferver, deixo ferver na panela de pressão durante meia hora, depois coloco em água fria e retiro a pele.
Depois tempero-as a gosto.
Fiz duas para o jantar e deixei uma já limpa de peles e temperada para congelar.
Quando quiser preparar é só retirar e estufar, pois o mais trabalhoso, que é retirar a pele, já está feito.
Tem de ser é congelada temperada, pois já foi escaldada.

Como eram grandes demoraram bastante tempo a estufar, quase uma hora, mas o tempo de cozedura depende sempre do tamanho e da quantidade que se faz.


Ingredientes:
| Língua de Vaca

| Vinho Tinto
| Cebola
| Alhos
| Massa de Pimentão
| Louro

| Azeite
| Temperos (orégãos, manjericão, paprika, noz-moscada, pimenta, sementes de mostarda)
| Tomate pelado (ou polpa de tomate)
| Caldo de Tempero de Tomate e Alho
| Cenoura

Preparação:
Começo por escaldar as línguas.
Coloca-se água na panela de pressão e leva-se ao lume até levantar fervura.
Junta-se as línguas, tapa-se, abre-se a válvula e deixa-se ferver durante 30 minutos.
Retira-se e colocam-se as línguas dentro de um recipiente com água fria.



Retira-se a pele e os veios mais visíveis e tempera-se.

Como referi, e por ser bastante trabalhoso, faço sempre uma quantidade grande, depois congelo e quando preciso já tenho a língua escaldada e temperada, pronta a utilizar.
Estas imagens mostram a que congelei.
Cortei ao meio (para caber no tupperware) e temperei com uma marinada composta de cebola, alhos picados, louro, massa de pimentão e vinho tinto até meio do recipiente.





Tapei e levei ao congelador.

As outras línguas temperei de igual modo e deixei de um dia para o outro a tomar gosto na marinada.



Com as línguas já escaldadas e temperadas o trabalho é bastante mais fácil!

Na panela de pressão coloca-se uma cebola cortada ás rodelas e 2 dentes de alho laminados, junta-se azeite e refoga-se.
Adicionei também azeite aromatizado com peperoncino, levemente picante, mas não muito.
Quem gostar de comida mais picante adiciona uma malagueta ou um pouco de picante, a gosto.



Quando a cebola começar a ficar translúcida junta-se as línguas temperadas, cortadas ao meio para caberem bem na panela.
Adiciona-se a marinada, eu juntei toda porque era uma quantidade grande e queria que ficasse com bastante molho.
Junta-se os temperos a gosto.
Eu usei sementes de mostarda, manjericão, óregãos, paprika, noz-moscada e um pouco de pimenta.
Coloca-se também um caldo de tempero, usei de tomate e alho, e o tomate pelado, ou a polpa de tomate.







Tapa-se e deixa-se cozinhar durante 40 minutos.
Verifica-se o ponto de cozedura, espetando um garfo para ver se está cozinhada.
O tempo depende da quantidade, para duas línguas bastaram 40 minutos.
Retira-se e fatia-se, convém que seja com uma faca eléctrica, torna a tarefa bastante mais fácil e perfeita.





Retira-se as folhas de louro e tritura-se o molho com uma varinha mágica.



Coloca-se a língua fatiada dentro da panela, adiciona-se uma cenoura e leva-se novamente a cozinhar mais 15 minutos, ou o tempo suficiente de cozer a cenoura e apurar o molho triturado.





Serve-se acompanhado com Puré de Batata e Cenoura, receita já aqui colocada.



Por cima coloquei Broa de Milho Ralada Aromatizada com Alho e Salsa e levei ao forno a dourar.



Acompanhei também com uma Salada de Camarão e Papaia, cuja reportagem mostro de seguida.




Novidades todos os dias, aqui!

45 comentários:

  1. Aqui em casa todos somos fãs de lingua de vaca, mas é um pouco dificil de encontrar, mas de vez em quando lá se vê por aí este achada e então vem logo comigo! Até a minha filha de 5 anos adora!
    Beijinhos
    Silvia

    ResponderEliminar
  2. Lingua de vaca foi coisa que nunca comi.
    Dá realmente muitissimo trabalho, mas quando se faz com amor, não importa o trabalho, o que interessa é sermos felizes.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Obrigado pelos comentários.

    Aqui gostamos imenso, mas como é trabalhoso não faço tantas vezes quando o desejado!

    ResponderEliminar
  4. Não gosto de língua de vaca, mas adorei o teu puré, que maravilha.
    Onde arranjas as sementes de mostarda?
    Já fui a vários sítios na localidade que moro, mas não consigo encontrar em lado nenhum.

    ResponderEliminar
  5. Hummmmmmmm
    que maravilha, também quero...
    Jinhos fofos

    ResponderEliminar
  6. Eu costumo por uma colher (sopa) de vinagre na água de ferver a língua, pois segundo a minha mãe a pele solta-se mais facilmente. Se é verdade não sei pois sempre fiz assim.

    ResponderEliminar
  7. Palavras muito sensatas e acertadas. É fundamental darmos valor ao que temos e sabermos apreciar o pouco e o muito. Concordo que sem saúde nada se consegue, mas ao vermos os nossos entes queridos bem e felizes já temos muito.
    Renovo os meus votos de um excelente 2010 e que continues a brindar-nos com este magnífico blog.

    ResponderEliminar
  8. Esse pratinho tem um aspecto delicioso!!!!
    Apesar de trabalhoso, acho que compensa o esforço!!!!

    Beijocas e boa semana :)

    ResponderEliminar
  9. Língua de vaca foi coisa que não comi, mas a ver pelas tuas fotos e o amor com que a cozinhaste, a "tua" é um verdadeiro pitéu, de certeza.. :p
    beijinhos*

    ResponderEliminar
  10. Luísa,

    Lamentavelmente eu sei bem o que é a falta de saúde e como pode mudar a nossa vida, aspirações e objectivos.
    A saúde é, sem dúvida, o nosso bem mais precioso, sem o qual muita coisa deixa de fazer sentido ou ter importância.
    Contudo, é-lhe dado muito pouco valor.

    Quanto à refeição, ficou muito apetitosa.
    Há já bastante tempo que não como. Normalmente é a minha mãe quem prepara.
    Gosto bastante pois, é saborosa e óptima para estes dias frios.

    Bjs

    http://asvezescozinheira.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Nunca fiz língua de vaca, porque sei que é muito trabalhoso, mas já comi e gosto muito.

    Gostei da tua explicação, mas ainda não fiquei convencida a fazer. Vou continuar a comer em casa da avó. hehehe é mais simples, ela faz e eu como.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Luísa, desde que haja saúde parece que tudo corre melhor!!!
    Língua de vaca não é propriamente do meu agrado, mas o meu pai e o meu L. iam adorar!! Mas de facto é muito trabalhoso!
    Ficou com muito bom aspecto!!!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  13. Luisa, nunca vi, provei, nem nunca fiz, claro. Estranhei um pouco de inicio ao ver a reportagem, mas com tanta dedicação e bons temperos (são as sementinhas que te mandei, ehehehe) o resultado só pode ser memorável ;) Não sei se me meta nisso, se calhar preferia primeiro provar feito por alguém que tenha experiência no assunto!

    ResponderEliminar
  14. Luísa aproveito para também lhe desejar a si e aos seus,muita saúde, que é o melhor bem que todos nós temos,E que 2010 seja repleto desse bem para todos nós!
    Adoro língua estufada, mas nuca cozinhei, pois acho difícil, mas com a sua explicação talvez me atreva! Está com um aspecto maravilhoso!!!!!
    Beijinhos
    Fatima

    ResponderEliminar
  15. Sem saúde nada feito, se as pessoas que mais amámos estão bem, tudo o resto se supera.A nossa maior riqueza é mesmo a saúde o resto..bem,um bom ano 2010 para todas nós e para o mundo em geral.
    Falemos de coisas boas, lingua... adorámos, mas também já não faço à imenso tempo.Fiquem com vontade.
    bjs docinhos

    ResponderEliminar
  16. O que eu gosto de lingua de vaca estufada.!!! Adoro. Mas cá por casa ninguem gosta, por isso é daquelas coisas que nunca como. Fiquei com água na boca com a tua receita. Bjnhs

    ResponderEliminar
  17. Nunca comi, era capaz de comer desde que não soubesse, faz-me um pouco de confusão, mas tem bom aspecto.
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Ai a saúde que tanta falta faz. Os bens materiais são insignificantes ao pé da saúde! Confesso que me faz impressão arranjar a língua de vaca mas gosto muito do sabor :) Já fiz cá em casa e é uma pena os nojentinhos de plantão não terem apreciado só por saberem que era língua :)

    ResponderEliminar
  19. Saude é sem duvida o mais importante!!!!
    Quanto á lingua de vaca....haaammmm, não....não consigo comer..aqui em casa o meu pai ADORA!!!mas eu...bahhh

    ResponderEliminar
  20. O meu homem adora, eu, gosto mas de vez em quando, a tua está com muito bom aspecto.

    ResponderEliminar
  21. Parece que tenho mais comentários de quem não aprecia que de quem gosta de língua!!!!
    Bem, é daquelas refeições que nem sempre são agradáveis de fazer, mas acho que compensa depois o resultado final, para quem aprecia, claro está.
    Só não faço mais vezes exactamente pelo trabalhoso da execução, pois é uma receita que adoramos.
    Compreendo que muita gente se sinta desconfortável em ter que preparar assim a língua, eu por exemplo não gosto de arranjar enguias ou lampreias, acho nojento, e no entanto para muitos será um pitéu!
    Como em tudo na vida gostos não se discutem, respeitam-se!

    Obrigado pelos comentários.

    ResponderEliminar
  22. Olá Luisa, este é um pratinho que eu adorava enquanto pequena e que a minha mãe fazia muito bem!! Quando comecei a perceber que aquele pratinho que eu gostava tanto era a língua da vaca :), deixei de comer (lol), enfim...coisas que às vezes temos...porque afinal se era bom e nunca me fez mal, porque deixar de comer? Com esta receita, me irei aventurar pela primeira vez em casa a cozinhar língua, pois afinal já sou uma menina crescidinha, que já não tem idade para aversões psicológicas infantis!!
    Desejos de muita Saúde e Amor na tua vida e beijinho. :)

    ResponderEliminar
  23. Falo assim porque eu já gostei e já comi...Agora quem nunca comeu, é perfeitamente compreensível que ainda hoje não consiga gostar!
    beijinho Luísa.

    ResponderEliminar
  24. Ora ai está um prato que adoramos!Um verdadeiro pitéu!!!
    Costumo fazer várias vezes mas sempre com lingua de vitela.
    Não me dá muito trabalho, porque a senhora do talho me costuma retirar a pele, o que diga-se de passagem é a parte mais chata e trabalhosa!!
    Beijinhos grandes e boa semana.

    ResponderEliminar
  25. ora aqui esta um prato que eu realmente dispenso e bem!!!! nao....nisto eu ja nao ia!!!!! hi hi hi hi
    mas tem q haver gostos pra tudo nao é? senao coitadinha da lingua que ninguém a comia!!!!!! hi hi hih
    obrigado pelos teus comentários. és uma kida!
    bjs

    ResponderEliminar
  26. nunca comi lingua de vaca mas tenho ideia de a minha mae chegou a fazer!! sinceramente nao me lembro. mas tem um ar tao macio!! ficou com optimo look!! obrigada pelos teus comentarios!! beijokinhas

    ResponderEliminar
  27. Eu e o meu marido também gostamos muito de uma bela língua de vaca bem estufadinha (e por acaso o acompanhamento preferido é precisamente o puré de batata!!), mas não a faço com mais frequência precisamente pelo trabalho chato que implica!! Esse teu pratinho ficou com um aspecto delicioso! E a saladinha a acompanhar também está divinal!! Grande repasto, sim senhora!! Beijinhos.

    ResponderEliminar
  28. Ora ia está um prtao que nunca fiz. Já comi em casa de uma amiga, mas por aqui não é hábito fazer. Parec ter ficado uma delicia. Beijinhos

    ResponderEliminar
  29. Luísa, quando vi o título deste post nem queria acreditar. ADORO língua de vaca!! Nunca fiz mas a minha mãe faz muito bem e é daqueles pratos que às vezes lhe peço para fazer para lá ir comer ou trazer uma tupperware cheinho para casa para congelar :) Ela não gosta lá muito de fazer precisamente por dar muito trabalho, mas lá me faz a vontade de vez em quando. Tenho de me arriscar um dia destes e experimentar fazer eu. Fiquei cheia de vontade de comer língua estufada agora...

    ResponderEliminar
  30. Tinha que chegar a hora de eu me sentir grata pelas esquisitices do meu Esparguete! :)
    A foto inicial do pratinho pronto a comer é uma delícia, mas confesso que seria incapaz de preparar as ditas línguas... hurrrrr!
    Haja amor. :) :)

    Beijinhos e que venha um 2010 cheio de saúde.
    Confesso que é o que acho verdadeiramente importante nestas datas festivas: ter quem amo perto de mim e podermos gozar a companhia um dos outros com saúde.
    :)

    ResponderEliminar
  31. Acho que muita gente que provasse esta refeição iria gostar e querer repetir, mas sem saber o que comia!
    Existem coisas com muito pior aspecto e onde todos mexem!!!!!

    ResponderEliminar
  32. cá em casa também apreciamos bastante língua estufada, mas curiosamente faço sempre de porco, pois aqui no talho nunca consigo arranjar língua de vaca.
    a tua tem um ar delicioso e muito tenrinho.

    ResponderEliminar
  33. Luisa adorei a tua lingua, a tua explicaçao! Muito util, alias como todas as receitas. Explicas td certinho nao ha como falhar.

    Agora queria fazer te umas perguntas, pode ser q me consigas ajudar...

    Eu comprei a lingua e congelei sem arranjar nem nada, estava sem tempo... agora vou descongelar. dar aquele entalao de 30 minutos e retirar a pele. As minhas duvidas sao:

    1 - Como somos poucos, posso partir ao meio dps do entalao e pelada, temperar e voltar a congeklar so assim??

    2 - se cozinhar toda depois congelar feita com molho tb resultara?

    Preferia congelar apenas temperada mas... e se der o entaçao, retirar a pele e congelar so assim sem estar temperada??

    Ou agora apenas devo voltyar a congelar depois de toda cozinhada??

    Sorry tanta questao, mas é a primeira vez q vou fazer lingua e tenho tantaaaa duvida ;)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  34. Verdinha, vamos ver se consigo responder a tudo!

    • Se já a congelaste não podes descongelar e depois voltar a congelar, sem que esteja confeccionada, isto para qualquer alimento. Bem se iniciando o processo de descongelação não se deve voltar a congelar, a não ser que se descongele crú, e congele só depois de cozinhado.

    • O que te proponho é cozinhares a língua inteira, depois então retirares a parte que queres consumir nessa refeição e, o que sobrar, congelares com molho para uma próxima refeição.
    Se compraste só uma língua vê bem, pois geralmente são pequenas, não me parece que uma dê para duas refeições.

    Se precisares de mais algum esclarecimento dispõe.

    Beijinho!

    ResponderEliminar
  35. Ah obrigado :)

    Sim sim eu sei que congelando uma coisa, dps so volto a congelar dps de cozinhada. Eu achei era q o entalao que ela leva antes de se pelar ja fosse suficiente para dps voltar a congelar... ja percebi entao que nao.

    Eu so comprei uma, mas parece-me enorme... e a viver sozinha... nao me apetecia passar dias a comer o mesmo!

    Mas sim, vou seguir o teu conselho, fazer td e depois congelar ja feita em caixa individual. Ou entao la vou eu convidar alguem p jantar :)

    Ah e vou seguir entao td como explicas t, vamos la ver como corre o processo de retirar a pele ehehe.

    depois conto :) Obrigada, beijinhos!!

    ResponderEliminar
  36. A primeira fervura que se dá serve apenas para conseguires retirar a pele, se tentares em crú duvido que consigas sem ter que a cortar mesmo.
    Ao dar o "entalão" é mais fácil de puxar a pele, pois solta-se com mais facilidade da carne.
    Mas a carne por dentro continua crua, por isso penso que não deve voltar a congelar-se assim.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  37. Luisa 1001 desculpas em insistir... ontem arranjei a minha lingua como dizes e deixei tempera... a lingua tinha 1200 inteira c casca, dps nao sei... queria saber qtas linguas fazes para qtas pessoas... uma lingua chega para 4 pessoas??? diz me que sim please........ vou juntar cenouras e cogumelos!!

    Beijinhos!!

    ResponderEliminar
  38. Verdinha, parece pouco para quatro adultos, se comerem bem.
    Eu faço uma língua para mim e para o meu marido, as crianças mal comem ou faço-lhes outra coisa, e marcha tudo!
    Além disso depois de cozinhada encolhe um pouco.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  39. ahhhh obrigada :) Pela resposta rapida ;) Agora ja tenho, aquilo parecia-me enorme mesmo!!! Por isso o que vou fazer é acrescentar cogumelos, cenouras, acompanhar com batatas fritas e arroz. e Antes do prato uma sopa ;) 3 adultos comem normal, 1 deles quase nao come, é pior que as crianças ahah ;) Beijinhos

    ResponderEliminar
  40. Pois assim certamente chega, com mais umas entradas e tal, ficas com tudo perfeito!

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  41. Amei esta receita e já dei, a esprimentar a pessoal que dizia não gostar de lingua nada sobro

    ResponderEliminar
  42. Luisa ca venho eu novamente chatear-te :) sabes que por tua culpa ( eheh) conmecei a cozinhar lingua e adoro!
    Pois bem comprei duas para fazer amanha, mas tenho gente em casa a jantar e desconfio que duas das pessoas se descobrirem que é lingua nao comam... entao para n ter dois trabalho estava a pensar colocar um lombo de vaca juntamente com a lingua. Fazer td expecto a primeira fervura... Será que nao estrago a lingua nem a carne?? Ou seja, como se o lombo fosse mais uma lingua pronto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não lhes digas o que é :)

      Podes cozinhar juntamente sim, fica bom.
      A minha Mãe costuma fazer assim porque o meu irmão também não gosta muito, então juntamente com as línguas [já depois da primeira fervura e de se ter retirado a pele], cozinha um pouco de carne, seja de porco ou de vaca, a parte dos lombinhos inteiros. Depois podes cortar em fatias como fazes às línguas.

      Beijinho!

      Eliminar
    2. Ahhh obrigado :)
      Pois eu não vou dizer não... mas não vá a coisa correr mal, e alguém passar fome... prefiro então meter tb lombo. Pronto estava c alguma duvida mas assim faço sem medos tudo junto! Ai já estou com agua na boca! Alias nem sequer experimentei outra receita que nao a tua! Adorooo!!

      Eliminar
    3. :)
      Os temperos e o modo de confecção podes usar sempre que queiras cozinhar lombo, é o que faço cá em casa.

      Beijinho!

      Eliminar

Obrigado pela visita!

Por favor assine as mensagens.
Comentários anónimos não são publicados.